2019-05-06

Os contos de Albert Camus

Livros do Brasil publica O Exílio e o Reino

Partilhar:

O Exílio e o Reino é um conjunto de seis histórias de Albert Camus que decorrem em cenários tão distintos quanto a Europa, o Brasil e África. Único livro de contos do autor e já há muito esgotado, regressa às livrarias a 9 de maio, com o selo Livros do Brasil.

Embora distintas no espaço, estas histórias coincidem num só tema: o exílio, aqui abordado desde o monólogo interior até à descrição realista: «O Reino, por sua vez, que também é referido no título», explica Camus, «coincide com uma certa vida livre e despojada que teremos de reencontrar, para podermos enfim renascer. O Exílio, de certo modo, mostra-nos as vias de acesso a essa outra vida, desde que saibamos nele recusar ao mesmo tempo a servidão e a posse.» Publicado originalmente em 1957, poucos meses antes de Camus receber o Prémio Nobel da Literatura, este volume foi a última obra literária lançada em vida pelo autor.

O autor:

Albert Camus nasceu em Mondovi, na Argélia, a 7 de novembro de 1913. Licenciado em Filosofia, participou na Resistência francesa durante a Segunda Guerra Mundial e foi então um dos fundadores do jornal de esquerda Combat. Em 1957 foi consagrado com o Prémio Nobel da Literatura pelo conjunto de uma obra que o afirmou como um dos grandes pensadores do século XX. Dos seus títulos ensaísticos destacam-se O Mito de Sísifo (1942) e O Homem Revoltado (1951); na ficção, são incontornáveis O Estrangeiro (1942), A Peste (1947) e A Queda (1956). A 4 de janeiro de 1960, Camus morreu num acidente de viação perto de Sens. Na sua mala levava inacabado o manuscrito de O Primeiro Homem, texto autobiográfico que viria a ser publicado em 1994.

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK