2021-01-06

Alegorias perfeitas da sociedade de ontem e de hoje

Edição simultânea, na coleção Dois Mundos, de 1984 e Quinta dos Animais, clássicos modernos essenciais, assinados por George Orwell.

Partilhar:

Narrativa com uma atualidade assombrosa, 1984 ganha agora nova vida pela mão da Livros do Brasil. Esta edição marca o regresso de George Orwell ao catálogo da chancela, onde no passado haviam já sido publicadas as obras Homenagem à Catalunha, A Filha de Um Reitor e O Vil Metal.

Em sincronia, chega ao mercado Quinta dos Animais, com prefácio especialmente escrito para esta edição pelo antigo presidente da República Jorge Sampaio. Tendo como tema central a construção de uma sociedade mais justa, esta história já teve direito a várias adaptações cinematográficas e televisivas, o mesmo acontecendo com 1984.

 

Os livros estarão disponíveis nas livrarias a 4 de janeiro.

 

1984

Winston Smith é um homem com um ofício peculiar: enquanto funcionário do Ministério da Verdade, corrige documentos. Ou melhor, reescreve a História a fim de legitimar o Partido que governa Londres, peça-chave do superestado da Oceânia. Diluída no nevoeiro, a cidade parece-lhe mais cinzenta agora, por baixo da vigilância permanente das câmaras e do olhar penetrante das imagens do Grande Irmão. Embora todos os seus movimentos sejam monitorizados, Winston inicia um relacionamento secreto com Julia. 1984 é o mundo distópico que Orwell viu aproximar-se no final dos seus dias, tornando-se a sua última obra publicada em vida. Nela imprimiu a sensação incómoda de que vivemos sob a influência de um olho que tudo vê; e de que urge defender a ideia de um mundo politicamente livre, intelectualmente livre.

 

Quinta dos Animais

Quando, certo dia, o preguiçoso e beberrão Sr. Jones se esquece de alimentar os seus animais, a Quinta do Solar é virada de cascos para o ar. Liderada pelos valentes porcos Napoleon e Snowball, a bicharada conquista a propriedade e expulsa os humanos. Cães e cavalos, vacas e ovelhas passam a habitar livremente a recém-batizada Quinta dos Animais. Juntos constroem um projeto onde todos têm os mesmos direitos, mas cedo percebem que a desejada utopia tarda em concretizar-se e, no emaranhado de pernas e patas, os valores da Revolução tropeçam lentamente no esquecimento. Seriam de facto todos iguais? Publicado em 1945, Quinta dos Animais continua a ser a alegoria mais atual dos tempos modernos, lembrando-nos de erros e equívocos repetidamente cometidos ao longo da História.

 

O autor

George Orwell, pseudónimo do escritor Eric Arthur Blair, nasceu na cidade de Motihari, na então Índia britânica, a 25 de junho de 1903, tendo-se mudado para Inglaterra com a família, ainda durante a infância. Escritor e jornalista, Orwell é uma das mais influentes figuras da literatura do século xx. Defensor incondicional da liberdade humana e acérrimo opositor do totalitarismo, inscreve-se no panorama literário com as obras Dias Birmaneses (1934) e Homenagem à Catalunha (1938). Mas será, sem dúvida, com Quinta dos Animais (1945) e Mil Novecentos e Oitenta e Quatro (1949), duas narrativas com uma atualidade assombrosa, que o autor alcança o reconhecimento internacional. Morreu de tuberculose, em Londres, a 21 de janeiro de 1950.

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK