O Castelo

O Castelo

avaliação dos leitores (2 comentários)
(2 comentários)
ISBN:978-989-711-028-3
Edição/reimpressão:01-2014
Editor:Livros do Brasil
Código:77014
ver detalhes do produto
14,40€
11,52€
-20%
PORTES
GRÁTIS
COMPRAR
-20%
8D
PORTES
GRÁTIS
14,40€
11,52€
COMPRAR
I20% DE DESCONTO IMEDIATO
IEnvio até 8 dias
IPORTES GRÁTIS

SINOPSE

Depois de O Processo, um dos clássicos da literatura moderna, impunha-se a edição de O Castelo, que apresenta um outro aspeto essencial do pensamento de Kafka: contra a angústia que o habita, a alegria mística e a esperança.

O Castelo, surge, pois, como outra obra capital nessa totalidade que é este universo estranho e perturbador de que o genial escritor judeu-checo soube oferecer-nos uma imagem plena de rigor e de objetividade.

Como O Processo, esta edição portuguesa de O Castelo foi traduzida diretamente do alemão, e compreende passagens e fragmentos inéditos, além das páginas que Max Brod, amigo íntimo e biógrafo de Kafka, escreveu a propósito desta obra-prima das letras contemporâneas.

Ver Mais

COMENTÁRIOS DOS LEITORES

O consciente e o inconsciente de Kafka
Paula Pereira |2018-04-23
Kafka é um autor complicado de ler, pois as suas obras não são literais. Ainda assim, esta obra revela a batalha do homem com o seu inconsciente: os seus desejos mais íntimos, as suas vaidades e como elas são destroçadas na vida real.
Grande autoria deste mestre
António Simões |2017-01-16
Mais um grande livro do mestre Kafka. Uma leitura obrigatória no catálogo deste grande autor. Um livro que, uma vez mais, nos faz pensar.

DETALHES DO PRODUTO

O Castelo
ISBN:978-989-711-028-3
Edição/reimpressão:01-2014
Editor:Livros do Brasil
Código:77014
Idioma:Português
Dimensões:149 x 230 x 21 mm
Encadernação:Capa mole
Páginas:400
Tipo de Produto:Livro
Classificação Temática: Livros em Português > Literatura > Romance
Franz Kafka nasceu em 1883, em Praga, numa família da média burguesia judia de expressão alemã. Tendo concluído os estudos jurídicos com o título de Doutor em Direito em 1906, começou dois anos depois a revelar os seus primeiros textos em revistas literárias. A Metamorfose, novela que viria a afirmar-se como uma das suas obras de referência, foi publicada em 1915. Publicou em vida apenas sete pequenos livros, três deles antologias de textos e contos. A 3 de junho de 1924, não resistindo à tuberculose que havia contraído em 1917, morreu num sanatório em Kierling, a poucos quilómetros de Viena, deixando três romances fragmentários que seriam publicados postumamente pelo seu amigo e testamenteiro Max Brod: O Processo (1925), O Castelo (1926) e América (1927). A sua obra, centrada no homem solitário moderno, refém de uma vida absurda, tornar-se-ia uma das mais influentes do mundo literário do século XX.
Ver Mais

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK