O Acontecimento

avaliação dos leitores (10 comentários)
(10 comentários)
Formatos disponíveis
14,40€ I
12,96€ I
-10%
EM
STOCK
COMPRAR
-10%
EM
STOCK
14,40€ I
12,96€ I
COMPRAR
I 10% DE DESCONTO IMEDIATO
I EM STOCK

SINOPSE

Uma jovem de 23 anos, estudante universitária brilhante, descobre que está grávida. Tomada pela vergonha, consciente de que aquela gravidez representará um falhanço social para si e para a sua família, sabe que não poderá ter aquela criança. Mas, na França de 1963, o aborto é ilegal e não existe ninguém a quem possa acorrer. Quarenta anos mais tarde, as memórias daquele acontecimento continuam presentes, num trauma impossível de ultrapassar e cujas sombras se estendem para além da história individual. Escrito com uma clareza acutilante, sem artifícios, este é um romance poderoso sobre sofrimento, justiça e a condição feminina. Escrito por Annie Ernaux em 1999, foi adaptado ao cinema em 2021 por Audrey Diwan, num filme vencedor do Leão de Ouro em Veneza.
Ver Mais

CRÍTICAS DE IMPRENSA

Poucas obras literárias, por muito meritórias que possam ser, ascendem à categoria de documento. Esse predicado está reservado aos livros que, para lá dos méritos intrínsecos apresentados, conseguem também trazer-nos um testemunho que, nascendo de uma visão individual, contém no seu âmago algo capaz de interessar a uma mole muito superior de pessoas.
Sérgio Almeida, Jornal de Notícias
O Acontecimento é, talvez, o melhor livro já escrito sobre a complexa temática do aborto, mais concretamente do aborto ilegal (como era na Paris de 1963). O tomo é uma reflexão à posteriori, décadas depois, menos de 100 páginas que deixam um impacto profundo em quem as lê.
Susana Romana, Observador
O acontecimento é muito mas do que a narração de um aborto: é uma autoestrada para o impacto, é emoção pura na reconstituição por escrito da experiência humana em carne e osso.
Ana Bárbara Pedrosa, Observador
Para lá da denúncia, o livro de Annie Ernaux é uma corajosa reflexão sobre o trauma, a violência exercida pelo Estado sobre as mulheres, o peso das convenções sociais na formação de uma existência humana.
Sara Figueiredo Costa, Blimunda
Num livro de espantosa lucidez, Annie Ernaux transforma a memória de um aborto clandestino numa experiência literária dura, intransigente e inesperadamente bela.
José Mário Silva, Expresso

COMENTÁRIOS DOS LEITORES

Um acontecimento na literatura
António Afonso | 2023-01-14
Um livro que narra a um acontecimento autobiográfico da autora sobre a sua traumática experiência com um aborto clandestino praticado na década de 60. Uma das melhoras obras jamais escritas sobre esta temática, vivenciada por muitas mulheres e com repercussões dramáticas na suas vidas, tanto a nível físico, como psicológico.
Memória traumática
Ana Mª Martins | 2022-12-21
Não conhecia a obra de Annie Ernaux, fiquei fã. Romance de memória traumática de uma jovem que precisou de ajuda. Este livro apresenta uma escrita clara, fluente, sem artifícios ; uma linguagem fácil de entender ao contrário das várias tentativas para a resolução do problema que afectava profundamente aquela jovem universitária de 23 anos. Recomendo!!

DETALHES DO PRODUTO

O Acontecimento
ISBN: 978-989-711-185-3
Edição/reimpressão: 12-2022
Editor: Livros do Brasil
Código: 77560
Coleção: Dois Mundos
Idioma: Português
Dimensões: 152 x 235 x 10 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 96
Tipo de Produto: Livro
Classificação Temática: Livros > Livros em Português > Literatura > Romance

sobre Annie Ernaux

PRÉMIO NOBEL DA LITERATURA 2022

Annie Ernaux nasceu em Lillebonne, na Normandia, em 1940, e estudou nas universidades de Rouen e de Bordéus, sendo formada em Letras Modernas. É atualmente uma das vozes mais importantes da literatura francesa, destacando-se por uma escrita onde se fundem a autobiografia e a sociologia, a memória e a história dos eventos recentes. Galardoada com o Prémio de Língua Francesa (2008), o Prémio Marguerite Yourcenar (2017), o Prémio Formentor de las Letras (2019) e o Prémio Prince Pierre do Mónaco (2021) pelo conjunto da sua obra, destacam-se os seus livros Um Lugar ao Sol (1984), vencedor do Prémio Renaudot, e Os Anos (2008), vencedor do Prémio Marguerite Duras e finalista do Prémio Man Booker Internacional. Em 2022, Annie Ernaux foi distinguida com o Prémio Nobel de Literatura.
Ver Mais

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK