2020-10-07

Conheça a história que inspirou Alfred Hitchcock

Coleção Dois Mundos, da Livros do Brasil, é agora enriquecida com a publicação de Os Pássaros e Outros Contos Macabros, de Daphne du Maurier.

Partilhar:

«Os pássaros dão excelentes vilões. Afinal, foram postos em jaulas, abatidos a tiro e atirados para dentro de fornos, durante séculos. É natural que tivessem de retaliar», sublinha mordazmente Alfred Hitchcock, a quem a célebre história de Daphne du Maurier encantou ao ponto de a transpor das páginas para o grande ecrã. Com Os Pássaros e Outros Contos Macabros, título que não era reeditado em Portugal há 30 anos, a autora clássica do catálogo original da Livros do Brasil volta a ter o merecido lugar de destaque nesta chancela do Grupo Porto Editora.

 

O livro estará disponível nas livrarias a 8 de outubro.

 

A singularidade da escrita de du Maurier confirmou o seu lugar ao lado dos maiores nomes da literatura gótica, como Edgar Allan Poe, Bram Stoker ou Henry James. Na presente edição, há ainda espaço para descobrir outros cinco contos de sua autoria, igualmente inquietantes, escritos entre os anos 50 e 70. «O elemento macabro que percorre muitos dos meus livros foi-se tornando, penso eu, cada vez mais forte com o passar dos anos, especialmente nos meus contos», admite a própria autora no prefácio datado de 1987 e que aqui se reproduz na íntegra.

 

Sobre o livro

 

Certa manhã, Daphne du Maurier observou um homem a trabalhar o campo, enquanto gaivotas sobrevoavam a sua cabeça. Nesse momento, foi-lhe sugerida a imagem que inspiraria a escrita de Os Pássaros: um bando de aves, extremamente esfomeadas e motivadas por um inexplicável fenómeno macabro, ataca a população da Cornualha. Foi esta capacidade de ampliar o lado sombrio de situações quotidianas que tanto fascinou Alfred Hitchcock, impelindo-o a adaptar ao cinema o génio da autora inglesa. A esta história reúnem-se ainda cinco outros contos tenebrosos, onde Veneza, Creta, o lar doméstico, ou um hospital de cidade se tornam palco da tragédia.

 

A autora

 

Daphne du Maurier nasceu no seio de uma família proeminentemente artística e literária, em Londres, a 13 de maio de 1907. Publicou os seus primeiros trabalhos na revista Bystander, o que resultou num contrato com um agente literário. Em 1931, lançou o romance Apaixonados, o primeiro de mais de duas dezenas que publicaria ao longo da sua carreira. É principalmente reconhecida por duas histórias, Rebecca (1938) e Os Pássaros (1952), ambas adaptadas ao cinema por Alfred Hitchcock. A sua novelística é marcada pela sugestão de elementos sobrenaturais, episódios imbuídos do espírito gótico e raramente com finais felizes. Em 1969, pelo inegável contributo que deu à literatura inglesa, é nomeada dama da Ordem do Império Britânico. Morre em casa, no condado da Cornualha, em 1989.

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK