Confissões de Uma Máscara

Confissões de Uma Máscara

ISBN:978-989-711-056-6
Edição/reimpressão:10-2019
Editor:Livros do Brasil
Código:77470
Coleção:Miniatura
ver detalhes do produto
8,80€I
7,92€I
-10%
24H
EM
STOCK
COMPRAR
-10%
EM
STOCK
8,80€I
7,92€I
COMPRAR
I10% DE DESCONTO IMEDIATO
IEm stock - Envio 24H

SINOPSE

É a voz de um jovem no Japão do pós-Segunda Guerra Mundial aquela que se confessa neste livro. Um jovem com uma infância solitária, que fracassa no amor quando se envolve com uma colega da irmã, que obsessivamente reflete sobre a morte e sobre a beleza e que é dominado por um brutal desejo de um outro rapaz, cujo corpo imagina perfurado de setas, tal como o São Sebastião de Guido Reni. Um jovem que, no rígido Japão imperial onde não há lugar para impulsos transgressivos, tem de usar uma máscara, sempre, a todo o custo. Romance autobiográfico, poderoso e comovente, Confissões de Uma Máscara foi o segundo livro publicado por Yukio Mishima, então com 24 anos, e consagrou-o de imediato como um dos mais importantes autores japoneses do pós-guerra. A tradução para português, revista para esta edição, é de António Mega Ferreira.
Ver Mais

DETALHES DO PRODUTO

Confissões de Uma Máscara
ISBN:978-989-711-056-6
Edição/reimpressão:10-2019
Editor:Livros do Brasil
Código:77470
Coleção:Miniatura
Idioma:Português
Dimensões:120 x 180 x 16 mm
Encadernação:Capa mole
Páginas:240
Tipo de Produto:Livro
Yukio Mishima, novelista e dramaturgo, pseudónimo de Kimitake Hiraoka, nasceu em Tóquio em 1925 e suicidou-se de forma mediática, praticando o ritual japonês seppuku, a 25 de novembro de 1970, manifestando assim a sua discordância com o abandono das tradições japonesas e a aceitação acrítica de modelos consumistas ocidentais. O idealismo que enforma a sua obra e conduzirá a sua vida está enraizado no tradicionalismo militar e espiritual dos samurais, e a sua conceção da arte liga-se a um elevado culto da alma e do corpo. Mishima é um dos mais conhecidos escritores japoneses, várias vezes apontado como candidato ao Prémio Nobel da Literatura, e autor de obras inesquecíveis como Confissões de Uma Máscara (1948), O Templo Dourado (1956) ou O Marinheiro que Perdeu as Graças do Mar (1963).
Ver Mais

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK