2022-05-02

O encantamento do crime às avessas

Livros do Brasil publica O Mistério da Laranja Chinesa, o sétimo título de Ellery Queen na coleção Vampiro

Partilhar:

História surpreendente que joga com o conceito de inversão, apresentando um cenário do crime em que tudo está ao contrário, O Mistério da Laranja Chinesa foi originalmente publicado em 1934.

Então como hoje, a obra cativa o leitor pela excecionalidade da história que lhe serve de esqueleto: «O caso do homicídio mais extraordinário dos tempos modernos», nas palavras de J.J. McC, que assina a introdução. Um pequeno exagero talvez, bem ao gosto do espírito travesso de Ellery Queen, a quem cabe a responsabilidade exclusiva da invenção deste prefaciador anónimo. Ainda assim, dois anos depois da publicação original, o livro serviu de inspiração ao filme The Mandarin Mistery. Em 1981, foi eleito um dos dez melhores «mistérios de quarto fechado de todos os tempos», numa votação de um painel composto por especialistas como Julian Symons, Edward D. Hoch, Howard Haycraft e Otto Penzler.

 

O livro já se encontra em pré-venda e estará disponível nas livrarias a 5 de maio.

 

SOBRE O LIVRO

Os escritórios do editor de literatura e renomado colecionador de selos e joias Donald Kirk sempre foram palco para atividades invulgares, mas nada fazia adivinhar a sinistra bizarria que haveria de acolher. Um visitante anónimo chega para falar com Kirk e é encaminhado para uma sala, onde deve esperar pelo seu regresso. Mas pouco depois é encontrado caído no chão, morto. Ninguém entrou naquele espaço e ninguém dele saiu, mas é mais do que evidente que a cena do crime foi manipulada: tudo naquela sala – incluindo mobília, quadros e até o vestuário da vítima – foi virado do avesso. Duas lanças ladeiam o cadáver e, de uma fruteira, uma tangerina desapareceu. Ellery Queen fora convidado para um banquete no edifício e chega mesmo a tempo de testemunhar a descoberta deste insólito cenário. Agora, cabe ao famoso detetive apurar o seu faro dedutivo para desvendar este crime complexo, e nenhum pormenor pode ser ignorado.

 

SOBRE O AUTOR

Ellery Queen é o pseudónimo conjunto de Frederic Dannay (de seu verdadeiro nome Daniel Nathan, nascido em 1905 e falecido em 1982, em Nova Iorque) e do seu primo Manfred B. Lee (Manford Lepofsky, também nascido em 1905 e falecido em 1971, naquela mesma cidade). Ambos com experiência em publicidade e leitores ávidos das histórias de Sherlock Holmes, a dupla escreveu o seu primeiro romance, O Mistério do Chapéu Romano, em 1929, apresentando então o detetive Ellery Queen, ele próprio escritor de romances policiais, formado em Harvard, dono de uma genialidade tão grandiosa quanto a sua arrogância. Até 1971, Ellery Queen foi autor e herói de mais de trinta romances, numerosas novelas, peças radiofónicas, filmes e séries de televisão. A par desta obra abundante e de qualidade, Dannay e Lee deixaram também a sua marca na história da literatura policial pela criação, em 1941, da Ellery Queen’s Mystery Magazine, famosa revista policial ainda hoje em atividade.

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK