2021-09-17

A partilha é a maior das fortunas

«O romance norueguês que dividiu uma família e cativou um país» chega agora a Portugal pela Livros do Brasil. Herança, de Vigdis Hjorth, é o novo título da coleção Contemporânea

Partilhar:

Vencedor do Prémio da Crítica e do Prémio dos Livreiros Noruegueses, Herança expõe os segredos poluídos de uma família que só aparentemente é “às direitas”.

Com direitos de tradução para 27 países, este romance de Vigdis Hjorth é um exercício despojado de autoficção, tendo por isso provocado reações viscerais entre os familiares próximos da autora, chocados com as revelações de violência física e psicológica nele contidas. Eis-nos perante uma narrativa inquietante, magistralmente construída, com passagens tanto num registo confessional de diário como com recurso a flashbacks. Diz-nos a narradora: «éramos quatro irmãos, eu era a preferida dos meus pais». O que aconteceu, então?

 

O livro já se encontra em pré-venda e estará disponível nas livrarias a 23 de setembro.

 

CRÍTICAS DE IMPRENSA

 

«Um romance inquietante, magnificamente construído.»

The Guardian (Reino Unido)

 

«Tal como Knausgård, Hjorth escreve contra a repressão, contra os tabus, contando as coisas como elas são realmente. Mas ele impele-nos a olhar para corpos mortos; ela força-nos a prestar atenção às almas que sangram.»

The New Yorker (EUA)

 

«Hjorth vai desvendando segredos com uma precisão digna de Ibsen, mantendo o nível de suspense no máximo até à última página.»

Aftenposten (Noruega)

 

«Herança aborda finanças e sentimentos com crueza idêntica e lê-se como um vício inconveniente; é sem dúvida um dos poucos livros excecionais que se publicaram este ano no nosso país.»

El Confidencial (Espanha)

 

«Um romance rico, que fala de culpa e silêncio, do que significa não acreditarem em nós e não se ser ouvido. De verdades reprimidas e dolorosas, mas que devem ser ditas, testemunhadas e gritadas a nós mesmos e aos outros.»

ANSA (Itália)

 

Sobre o livro

Quatro irmãos. Duas casas de férias. Um segredo. Há vinte anos que Bergljot se mantém fora da órbita da família, mas, quando uma disputa em torno do testamento dos pais sobe de tom, ela não poderá ficar calada. Ambos vivos, os pais decidem deixar duas casas de veraneio às suas irmãs, deserdando de uma parte importante do património da família os dois filhos mais velhos. Visto de fora, este é um simples caso de favoritismo. Bergljot, que vive desde a infância com um segredo terrível, faz contudo uma leitura diferente: para ela, esta é a derradeira estocada para acabar com a verdade, o último insulto às vítimas. Herança é um romance lírico sobre trauma e memória, sobre sobrevivência e força. Controverso, caminhando entre realidade e ficção, este foi um dos maiores êxitos da literatura norueguesa dos últimos anos, granjeando a Vigdis Hjorth múltiplos prémios e traduções.

 

Sobre a autora

Vigdis Hjorth nasceu a 19 de julho de 1959, em Oslo, e é autora de mais de uma dúzia de romances. Formada em Filosofia, Literatura e Ciência Política, publicou a sua primeira obra em 1983. Com Herança ganhou o Prémio da Crítica Norueguesa para Literatura e o Prémio dos Livreiros Noruegueses, tendo sido também selecionada nos Estados Unidos da América para o National Book Award for Translated Literature. Vive em Asker, nas proximidades de Oslo.

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK